6 princípios do marketing de conteúdo que você não deveria ignorar.

Muitos profissionais da área de marketing acabam esquecendo pontos cruciais do marketing de conteúdo que não deveriam ser esquecidos de forma alguma, sendo esses pilares da estratégia, confira:

O Marketing de conteúdo pode ser tão complexo quanto simples dependendo do que você quiser que ele seja. Nós podemos basear nossa estratégia na ideia básica de produzir material de conteúdo valioso para nossos usuários, ou entrar fundo no conceito complexo de estar criando conteúdo para a totalidade da jornada de um cliente, de outro modo um dos fundamentos principais do marketing seria a orientação de como vamos criar o conteúdo e mais que isso a melhor forma de disseminar esse conteúdo.

Então aqui temos um problema, muitos marqueteiros simplesmente não seguem esses princípios fundamentais dessa técnica, geralmente por ignorância ou indiferença, negligenciando uma parte importante, colocando assim no conteúdo um limite ao seu potencial crescimento. Então, quando planejamos nossos esforços no marketing de conteúdo, temos que ter esses 6 princípios na cabeça.

1. Providencie qualidade ao invés de quantidade.

Ao pensar em estratégias para o marketing de conteúdo é interessante sempre lembrar desses 6 pontos inclusos.

Ao pensar em estratégias para o marketing de conteúdo é interessante sempre lembrar desses 6 pontos inclusos.

Existem simplesmente quantidades enormes de conteúdos lá para qualquer que seja o assunto em que você está trabalhando, a verdade é que se você quiser atrair uma significativa atenção com o conteúdo que está criando, você deve ser uma pequena parcela da minoria que oferece “o melhor do melhor” conteúdo. Se isso quer dizer então que ao invés de produzir 5 produtos de conteúdo pouco relevante (morno) você optar por gastar mais tempo e produzir apenas um com destaque (quente), faça dessa forma.

Muitos marqueteiros acabam por ignorar esse princípio em grande parte porque em mente já está pré-estabelecido a quantidade como valor chave, enquanto a verdade pode ser muito bem o contrário: 2 artigos, no quesito navegação, parecem melhor que apenas 1 e trazem o dobro de benefício, mas se nenhum desses artigos publicados é bom o suficiente para garantir a boa atração, acabam se tornando o mesmo que não ter redigido nenhum, conseguem entender a importância da qualidade atribuída?

2. O foco no longo prazo.

Nos primeiros estágios de uma campanha é comum que logo no inicio desejamos enxergar os primeiros resultados de forma rápida e fácil, com isso cometemos erros, ou então traçar estratégias que acreditamos que em pouco tempo possa ser a verdadeira solução de todos os problemas de comunicação, mas o que você tem que lembrar é que o marketing de conteúdo é justamente uma estratégia que exige tempo e dedicação, justamente por isso é pedido que você trate ele dessa forma, de outro jeito será difícil colher os bons resultados em longo prazo.

Para o bom entendimento, um exemplo, o curto prazo pode ser melhor usar seus esforços para publicar um artigo com uma autoridade baixa que você sabe que vai obter, mas em um período a longo prazo, é melhor comprar espaços onde você sabe que poderá ter maior autoridade e maior retorno, mesmo sofrendo rejeição, você tem que estar constantemente olhando para o que está por vir, construindo uma estratégia iterativamente, do que ficar pensando em uma recompensa imediata.

3. Conteúdo bom não consegue sucesso sozinho.

Vamos dizer então que você escreva uma artigo extremamente rico em conteúdo e completo sobre determinado assunto que está em alta no momento, você fez um trabalho original, reuniu diversos dados, compilou o máximo de informações realmente importantes e está certo de que ali está todo o conteúdo que seu público precisa, então o pensamento que vem à mente é que é somente publica-lo e naturalmente todos os resultados irão aparecer, leitores , comentários, curtidas e compartilhamentos em redes sociais. Errado

Se você quer que o seu conteúdo ganhe o máximo de valor possível que ele pode obter, você tem que dar o start; usualmente isso significa que você deve começar a espalhar esse conteúdo onde for possível, começando por compartilhar em todas as plataformas de rede social que você tenha, pedindo para seus seguidores mais próximos compartilharem, ou até mesmo pagando por publicidade nessas redes para ter um alcance impulsionado.

4. Escreva para seus leitores em primeiro lugar.

Esse é com certeza um simples e obvio conceito que os marqueteiros estão perdendo e pecando em não realizar. Algumas pessoas acabam escrevendo para os sistemas de buscas (SEO); produzindo puramente artigos com o único propósito de otimiza-lo para determinadas palavras chaves ou construir backlinks para outros sites. Já outras pessoas parecem escrever para elas mesmas, sem a preocupação de que o outro que está lendo tenha que entender o que está sendo publicado mesmo que sejam excelentes ideias e dicas, o bom entendimento deve ficar claro para todos os tipos de usuários, dos mais ao menos instruídos.

O fato é que escrever dessas duas formas não traz sucesso a longo prazo, pelo contrário, afinal logo surgirá um artigo melhor elaborado e mais rico em informação real e útil ao leitor que passará de forma fácil a frente do seu, se você quer o seu conteúdo prosperando, você tem que escrever com foco em seus leitores, especificamente, provendo informação de valor, diga a eles o que eles necessitam ouvir, não o que você quer dizer e não o que acha que o sistema de pesquisa quer.

5. Interaja e gere engajamento

“Marketing de conteúdo é uma faca de dois gumes”, muitos marqueteiros acabam esquecendo dessa frase. Enxergando o marketing de conteúdo como uma espécie de megafone ou um canal de distribuição para grandes massas, sendo assim, eles esquecem que o usuário também tem voz, e essa voz dessa ouvida, ter interação e conquistar engajamento.

Depois de publicar seus artigos, você deve continuar acompanhando e respondendo a comentários, compartilhamentos, como participar dos debates acerca do tema para que esses usuários se sintam valorizados, construindo uma comunidade em volta daquele conteúdo com ainda mais opiniões que podem ajudar outros usuários, do que formar apenas uma pregação onde há só uma opinião absoluta, sem esse espaço de engajamento, há uma possibilidade bem maior de migração de leitores, passando rapidamente pelo seu conteúdo sem maiores impactos e você poderá perder prestigio com sua audiência.

6. Se adapte as novas realidades e se reinvente.

As coisas podem mudar rapidamente para estratégias baseadas em conteúdo, podendo ser uma nova tecnologia que abre para você novas formas de se comunicar com seu público, ou até mesmo uma nova tendência em sua região, ou um concorrente que encontrou uma forma ainda mais eficaz e popular que a sua, se você deseja sobreviver em um ambiente em constante mudança de conteúdo no mundo, você necessita continuar se adaptando e se reinventando na sua estratégia. Ache novos meios, descubra novos tópicos, e sempre trabalhe para melhorar sua abordagem, se você permanece estagnado por muito tempo, seus leitores ficaram desapontados e chateados e você perderá muitos pontos e possivelmente uma queda constante em resultados.

Claro que esses princípios do marketing de conteúdo realmente não estão aqui para debate. Pensar que eles variam em força e podem ser aplicados de forma variante dependendo do tipo de negócio e de diferentes ramos, eles servem de “regras de ouro” da estratégia de conteúdo. Lembre-se desses pontos principais na elaboração de suas estratégias com o marketing de conteúdo.

Esse artigo tem como base um redigido em inglês por: Marketingprofs

Compartilhe!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *